21 de julho de 2024

Indaiatuba volta a gerar mais empregos

Após um ano com saldos negativos Indaiatuba volta a gerar mais empregos

Construção civil é o destaque entre os seguimentos contabilizados pelo Caged

(Raphaela Vitiello)



.
   Em 2019 subiu-se em Indaiatuba- cidade do interior de São Paulo- a quantidade de admissões, deixando a cidade com um saldo positivo e superando valores dos últimos anos. O fato de abertura de empresas na cidade e região ajudou muito para esta melhora e o setor que mais se destacou foi à construção civil.
    A evolução de emprego em Indaiatuba é cotada a cada mês, em 12 meses e no ano e são setorizados nos segmentos de: extrativa mineral, indústria de transformação, serviço industrial de utilização pública, construção civil, comércio, serviços, administração pública e agropecuária. Até agora no ano de 2019 o setor que mais se destaca com resultados positivos é o da construção civil contabilizando um saldo (total admissão – total desligamento) de 467, e a variação em porcentagem de 13,33%; enquanto setores no mesmo período ficaram com números negativados. Em 12 meses o destaque também ficou para a construção civil, com o saldo de 593 e a variação de 17,55%.
   O engenheiro Perito Alexandre Romão- Presidente da AEAI (Associação dos engenheiros, arquitetos e agrônomos de Indaiatuba) conta que já era esperado que a construção civil se destacasse e ficasse com grandes números no ranking, pois estavam aguardando promessas do governo para retomada de alguns setores entre eles o da construção civil. E com novos investimentos, liberação de recursos para financiamentos com aumento nos valores: construção, novas linhas de crédito, retomada de programas do governo federal. E completou “sabemos que a construção civil é o grande termômetro da economia, pois fermenta o setor produtivo e consumidor; e que a retomada da construção civil garante uma melhora para todos, pois gera novos empregos, se contrata mais mão de obra, o trabalhador passa a ser bem remunerado, pois a empresa passa a acreditar e ter novos investimentos”.
   E comentou que Indaiatuba tem um “mercado diferente”, e que apesar da crise que afetou todo o mercado, a cidade não parou; “ela diminuiu o ritmo, mas passou pela crise com obras tanto na área pública quanto na área privada. E a construção civil emprega muita gente, em uma obra o número de trabalhadores envolvidos é muito grande, pois são pessoas envolvidas de todos os setores”.
   O secretário de governo Renato Stock disse que toda essa melhora é um reflexo do crescimento da cidade, proporcionado pelos investimentos e gestão municipal, que promovem a qualidade de vida e infraestrutura para que novas empresas se instalem em Indaiatuba, gerando emprego e renda. E ao relacionar os últimos dois anos, em março de 2017 a variação formal entre admissões e desligamentos tinha um saldo negativo de 371 vagas; e este cenário em março de 2018 estava em -146 vagas. E diz “finalmente em março de 2019 temos 2.333 vagas positivas, com uma variação de 3,44, demonstrando um crescimento de emprego formal em Indaiatuba”.
   Com os resultados melhorando cada vez mais, Renato comenta que o saldo é esperado devido aos investimentos públicos e todo planejamento que a administração faz por uma gestão de qualidade, totalizando a taxa de crescimento econômico de Indaiatuba sendo superior à média estadual. No último ano 3.015 novas empresas se instalaram na cidade, sendo 45 indústrias, 695 comércios e 2.275 prestadores de serviço de pessoa jurídica. Cita também que a prefeitura fomenta a geração de empregos na cidade através de ações e programas de governo que possibilitam uma gestão eficiente e de qualidade.
   E então finaliza “Indaiatuba cresce de uma forma planejada e os investimentos nas áreas da segurança, saúde, educação não param. O município oferece condições e infraestrutura para atender aos novos investimentos, fazendo com que a empregabilidade seja fomentada pela economia, como podemos observar nos números do emprego formal”.

Raphaela Vitiello

INFLUENCER E JORNALISTA

Raphaela Vitiello é uma jornalista, com 24 anos de idade e formação em jornalismo pela renomada PUC. Sua trajetória profissional é marcada por experiências enriquecedoras em diversos meios de comunicação, onde pôde aprimorar suas habilidades e conhecimentos desde o início de sua carreira quando começou as exercitar a profissão aos 13 anos. Atualmente, Raphaela Vitiello integra a equipe da VTV, uma afiliada do SBT em Campinas e com sua paixão pela comunicação e dedicação ao seu ofício, continua a se destacar como uma profissional promissora e comprometida em informar e inspirar o público, deixando sua marca no cenário jornalístico regional.